VILA FLOR SPORT CLUBE

Instituição de utilidade pública, com quase 50 anos de história repartidos entre futebol e futsal. Alguns troféus já conquistados, mas o de campeão só chegou agora. Campeões distritais de futebol 2012/13! Queremos mais! (vfsc@portugalmail.pt)

sexta-feira, janeiro 06, 2017

FPF FINANCIA PROJETO

.......................................................


Para nós já foi oficial no início de dezembro, mas esperamos pela entrada de 2017 para lhe darmos a boa novidade, como que em jeito de bom prenúncio para o ano que aí vem.

Ainda que poucos adeptos soubessem, o Vila Flor SC candidatou-se, a 30 de maio de 2016, ao Concurso para a modernização das infraestruturas desportivas e equipamentos dos Sócios Ordinários da FPF e dos Clubes das competições não profissionais que a Federação Portuguesa de Futebol promoveu. O objetivo e o projeto por nós elaborado, em cooperação com as entidades técnicas necessárias, pretendia beneficiar o velhinho Estádio dos Bons Caminhos e dotá-lo novamente de condições dignas e apropriadas à prática desportiva, bem como a outras atividades de lazer.

No início do mês de dezembro, e depois de um atraso considerável, especialmente porque a FPF recebeu mais do dobro das candidaturas que previa (acima de 500, seis delas da AF Bragança), recebemos a resposta: o projeto foi APROVADO e a FPF contribui com 30.000 euros para a execução da obra, orçamentada em, naturalmente, muito mais. O apoio solicitado também era maior, pelo que aguarda aguardamos uma reunião prévia com a FPF a fim de perceber como se reestrutura a obra e em que moldes esta se pode desenrolar.

Estamos também em contactos com outras entidades para que possam vir a ser nossas parceiras e para que o Estádio dos Bons Caminhos volte a ser um espaço agradável, sem esquecer, obviamente, o Municipal de Vila Flor, onde continuaremos a jogar e a treinar.

Tudo isto faz parte de um projeto e uma dinâmica maior, que só o futuro poderá cumprir.

quarta-feira, janeiro 04, 2017

TORNEIO INTER ASSOCIAÇÕES EM VILA FLOR

.........................................................


Vila Flor vai receber, nos próximos dia 6, 7 e 8 de janeiro, o Torneio Inter Associações de Futebol Feminino de Sub-16, fase zonal. A organização da prova da FPF vai ser organizada em parceria pela AF Bragança, Câmara Municipal de Vila Flor, VILA FLOR SC, GDC Santa Comba da Vilariça e Centro Social e Paroquial de São Bartolomeu. O VILA FLOR SC esteve desde o primeiro dia no processo, ajudou a que a escolha da AF Bragança fosse Vila Flor e foi interlocutor com a Câmara Municipal. Os outros clubes/associações do concelhos foram, depois, convidados pela autarquia para a mesma envolvência.

Assim, é no nosso concelho e no Estádio Municipal que a AF Bragança, AF Braga e AF Viana de Castelo vão ficar alojadas e vão competir na Fase Zonal por um lugar na Fase Final nacional. À Rádio Brigantia, António Ramos, presidente da AF Bragança, explicou porquê: "Continuamos com a nossa política de descentralização. Falámos com a autarquia de Vila Flor e chegamos a acordo. Vila Flor oferece condições condignas para o evento", disse.

O calendário de jogos é o seguinte:




FELIZ 2017

.................................................................

video
















video

segunda-feira, dezembro 26, 2016

UM FELIZ NATAL EM VÁRIAS LÍNGUAS E MODALIDADES II

........................................................

video


video

video















video

video















video





























sábado, dezembro 24, 2016

UM FELIZ NATAL EM VÁRIAS LÍNGUAS E MODALIDADES

........................................................

video
















video

video



video


video









































quarta-feira, dezembro 07, 2016

#FORÇACHAPE

...........................................................................

video

video


O Vila Flor Sport Clube não quis deixar de se associar à dor da Associação Chapecoense de Futebol, não só porque esta foi uma tragédia que nos toca a todos, mas especialmente porque neste clube temos vários atletas brasileiros que sentiram, de forma mais vincada, a perda de alguns ídolos, conhecidos ou até amigo. O treinador Carlitos foi, ainda, colega e amigo de Caio Júnior, o técnico da Chapecoense.

Por não haver permissão para que que se cumprisse o minuto de silêncio que se impunha nem o uso de fumos negros que perspetivamos, decidimos cumprir esse minuto no balneário, antes do jogo com o GD Sendim. Depois, com a colaboração do adversário, paramos o jogo durante um minuto para que todo o Estádio pudesse também homenagear as vítimas do fatídico acidente.

#ForçaChape

Um abraço de Vila Flor, Trás-os-Montes, Portugal



quinta-feira, dezembro 01, 2016

MEMÓRIA

......................................................................

O Youssouf Sow passou pelo Vila Flor, é atualmente o melhor marcador do Campeonato de Portugal e está a caminho da II Liga. Mais um bom exemplo de alguém para quem a passagem pelo nosso clube foi importante.


terça-feira, novembro 15, 2016

DIREITO DE RESPOSTA

...........................................................................

O cidadão João Carlos Gonçalves, ex-presidente do Vila Flor SC, entre 2001 e 2003, ex-sócio também, entendeu que o sucedido no jogo entre GDC Santa Comba da Vilariça-Vila Flor SC, nada da responsabilidade do nosso clube, como o relatório do árbitro e da GNR devidamente atestam, seria pretexto para se deslocar à Câmara Municipal para se queixar, contestar e pedir ação à mesma sobre e contra o nosso clube.

O ressabiamento do cidadão João Carlos Gonçalves com o Vila Flor SC, de quem deveria gostar e apoiar tanto quanto nós o fizemos nos tempos em que o próprio era presidente, é antigo. A desfaçatez é, porém, mais recente. O cidadão João Carlos Gonçalves disse “não concordar com aquilo que se está a passar no Vila Flor Sport Clube, que tem um plantel constituído maioritariamente por jogadores brasileiros”, de acordo com o lavrado na Minuta da Ata nº41 das Reuniões de Câmara Municipal 2016. A 31 de outubro, data da infeliz intervenção, o Vila Flor SC tinha inscritos 21 jogadores, 15 deles portugueses, 10 dos quais formados no futebol de formação do clube. Ao cidadão João Carlos Gonçalves, reencaminhamos para o Priberam, para recordar a definição de maioria. Para o ajudar, aqui fica.

mai·o·ri·a
(maior + -ia)

substantivo feminino

1. Número excedente a metade do todo.
2. A maior parte de um todo.
3. Grupo preponderante.
4. Partido ou aliança de partidos que compreende o maior número de votos no parlamento e geralmente apoia o governo.

"maioria", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/maioria [consultado em 14-11-2016].


Se o cidadão João Carlos Gonçalves insistir em repetir uma mentira, aproveitamos para lhe dizer que, à data atual, tem o Vila Flor SC 25 jogadores inscritos, 16 deles portugueses e nove brasileiros. A definição de maioria permanece válida e, se o cidadão João Carlos Gonçalves duvidar, fica aqui o contacto da Associação se Futebol de Bragança, para onde pode telefonar a confirmar: 273 322 527. Também pode enviar mail para geral@afbragança.pt. E, já agora, pergunte quantas atletas tem o Vila Flor SC inscritas no Futsal feminino, modalidade e sexo que o mesmo, entre 2001 e 2003, nunca se lembrou e, ao que parece, continua sem valorizar.

Na sequência da intervenção em Reunião de Câmara, o cidadão João Carlos Gonçalves disse que o clube deveria ter “maioritariamente jogadores do concelho ou de concelhos vizinhos.” Quanto aos jogadores do concelho, estamos, finalmente, de acordo. Em alguma coisa tínhamos de estar, não era? E sempre o fizemos. Em relação aos concelhos vizinhos, perguntamos qual a diferença em ter no grupo jogadores de Carrazeda, Mirandela, Bragança, Porto, Lisboa, África ou Brasil, se o custo zero associado é o mesmo e se os de mais longe, que vêm morar para Vila Flor até contribuem para a dinâmica do concelho e economia local? É xenofobia? Ou só mesmo ressabiamento?

O cidadão João Carlos Gonçalves pediu, por fim, à Câmara Municipal que tenha uma palavra a dizer na forma de gerir o futebol do Vila Flor Sport Clube. Estranhamos que não o tenha pedido entre 2001 e 2003, quando geriu sozinho e a seu bel prazer o clube e o entregou sem rei nem roque, sem projeto, sem instalações, sem fonte de rendimentos, sem sócios, sem futebol de formação, sem dinâmica social e apenas com uns quantos equipamentos de uma cor que não é a do clube que, na frente, publicitavam a empresa do próprio presidente. Acreditamos sempre que foi o dinheiro da empresa a pagá-los, mas nunca o soubemos realmente, porque contabilidade organizada do clube foi coisa que também não entregou. Mas conseguiu um terceiro lugar num dos campeonatos que disputou, que festejou com um porco no espeto e um autocarro para Rebordelo que, seguramente, financiou com o apoio da Câmara Municipal, a quem agora pede contas.

Se esta é uma questão política de um ex-candidato à Junta de Freguesia de Vila Flor, ora pelo PCP ora pelo PSD, próprio de quem ideologicamente é inabalável, pedimos desculpa por exercermos o direito de resposta. Se esta é uma questão pessoal ou clubística, então recomendamos que intervenha, em primeiro lugar, nos lugares certos, com ombridade e propósito. Basta, para isso, que pague as quotas e compareça às várias Assembleias Gerais que o seu clube de outrora marca com regularidade. Acredite, será bem recebido. Mesmo que tenha abandonado a última em que compareceu, no verão de 2012, de forma ostensiva e só porque, democraticamente, mas com educação, discordamos de si.

O presidente da Câmara Municipal fez, no final da intervenção do cidadão João Carlos Gonçalves; sim, cidadão, porque sócio não é e, ao que parece, adepto também não; o que lhe competia: indicou que tomou nota da sua posição. Nenhum outro vereador respondeu. O Vila Flor SC sabe que os cinco estão com o clube e destaca até o voto de louvor que lhe foi dado por unanimidade, após sugestão do vereador Pedro Melo, por todo o executivo.

A Comissão Administrativa do Vila Flor SC

Um clube, um concelho
#VilaFlorSomosTodos, ao que parece menos um








domingo, novembro 13, 2016

JUNTOS NA LUTA CONTRA O CANCRO

.................................................................


Numa fase em que luta contra o cancro, o Vila Flor SC não quis deixar de se associar a esta causa. As nossas equipas principais já vestiram a camisola. E hoje vestiremos novamente.

Contra o cancro, todos. Pela sensibilização, pela prevenção, este é o nosso pequeno contributo.

Um clube, um concelho
#VilaFlorSomosTodos

terça-feira, novembro 01, 2016

PARABÉNS VILA FLOR SC

.................................................................

O Vila Flor Sport Clube nasceu a 1 de Novembro de 1964 e filiou-se quase de imediato na AF Bragança, com o número 1205. Somos o quinto clube mais antigo do distrito, um dos que mais o honra. Já fomos o primeiro ao nível de atletas praticantes. Já conquistamos cinco competições na mesma temporada. Já jogamos várias provas nacionais, já caímos, já nos levantamos e continuamos vivos.

O projeto para o futuro passa por recuperar essa hegemonia e continuar a marcar a diferença em Vila Flor, onde somos de forma clara a maior instituição desportiva do concelho, seja qual for o prisma da análise. Temos gente, património e não servimos os interesses individuais, mas de todo um concelho. A preocupação competitiva é evidente, mas a componente social e cultural está sempre presente nas atividades que promovemos.


Hoje é, porém, dia de celebrar o passado, os antepassados, os sócios fundadores, os sócios atuais e todos os nomes e caras que serviram o clube e, simultaneamente, o concelho. Hoje é dia de lhes voltar a agradecer o legado, de os recordar e dizer que continuamos a querer todos do nosso lado. Hoje é dia de dar parabéns a todos aqueles que, desde 1964, nos dão vida. Se há futuro, é porque houve passado. Se temos ambição, é porque os pioneiros nos obrigam a ser assim.

O que vos prometemos, nesta meia idade, é que continuaremos a ser um exemplo de fair-play, um clube que se honra e vos tenta honrar, um baluarte do concelho e um exemplo fora das nossas fronteiras. Um clube positivo, que treme, mas não cai, que tem problemas, como todos, mas sempre os resolve, um clube com rostos, que dá a cara por todo o concelho.

PARABÉNS A TODOS OS VILAFLORENSES
, de nascimento, criação ou opção. E OBRIGADO a todos os que, em tantos anos, nos foram ajudando e continuam a ajudar e valorizar.
Um clube, um concelho
#VilaFlorSomosTodos